Comunidades da Califórnia gastam em torno de US$ 500 milhões anualmente para manter o lixo fora dos cursos d’água

Plastic debris, washed off the city streets of Los Angeles, gathers at the mouth of the Los Angeles River. (Rick Loomis / Los Angeles Times)

Plastic debris, washed off the city streets of Los Angeles, gathers at the mouth of the Los Angeles River. (Rick Loomis / Los Angeles Times)

Leila Monroe’s Blog
Natural Resources Defense Council
Postado em 28 de Agosto de 2013
Traduzido por Mariana Coutinho Hennemann, Global Garbage Brasil

Hoje, a equipe de poluição por plástico da NRDC (Natural Resources Defense Council – Conselho de Defesa dos Recursos Naturais) divulgou um novo relatório mostrando que as comunidades da Califórnia estão gastando quase meio bilhão de dólares anualmente para prevenir que o lixo polua as praias, rios e o oceano do estado. Os US$428.000.000 gastos pelas cidades e municípios da Califórnia cobrem os custos de seis atividades relacionadas à redução de resíduos sólidos em cursos d’água: limpezas de rios e praias; varredura de ruas; instalação de equipamentos de captura de águas pluviais; manutenção e limpeza de redes de águas pluviais; limpeza manual de lixo; e educação pública.

O relatório, Resíduos em Nossa Água: O Custo Anual para as Comunidades da Califórnia da Redução do Lixo que Polui Nossos Cursos d’Água (Waste in Our Water: The Annual Cost to California Communities of Reducing Litter That Pollutes Our Waterways), pesquisou 95 comunidades da Califórnia, variando entre populações de apenas 700 até 4 milhões de residentes. A análise descobriu que, independente do tamanho e da distância do oceano, essas comunidades estão pagando coletivamente um alto valor para limpar o lixo e prevenir que ele chegue aos cursos d’água. Em uma época em que as cidades californianas estão sofrendo com orçamentos apertados, nosso relatório mostra o fardo econômico que esses resíduos criam para governos locais e contribuintes, e faz com que os argumentos para ações imediatas por medidas que reduzam essa poluição sejam convincentes. A seguir, são apresentados exemplos das 10 comunidades que mais gastam, comparando com para onde esse dinheiro poderia ir:

  • Los Angeles é listada como número um em “Resíduos em Nossas Águas”, gastando US$36,3 milhões por ano para manter os resíduos fora das águas. Compare isso ao déficit de US$216 milhões no orçamento enfrentado pela cidade, ou os US$9,58 milhões no orçamento do prefeito para 2013-2014 para manter o número de oficiais de polícia nos níveis atuais.
  • San Diego é listada como número dois, gastando US$14,1 milhões para manter os resíduos fora das águas, enquanto este ano, um déficit de US$20 milhões no orçamento foi preenchido por planos de recisão para expandir serviços de polícia e bibliotecários.
  • Em seguida vem Long Beach, que está em terceiro lugar, gastando US$12,9 milhões/ano, San Jose é listada em quarto lugar, com gastos anuais totalizando US$8,8 milhões, enquanto a cidade está sofrendo um déficit projetado de US$22,5 milhões no orçamento em 2013-14.
  • Oakland é listada em quinto, gastando US$8,3 milhões, em um momento em que o déficit estrutural da cidade é estimado em US$155 milhões.
Mapa das cidades e municípios da Califórnia pesquisados no relatório produzido pela NRDC

Mapa das cidades e municípios da Califórnia pesquisados no relatório produzido pela NRDC

Infelizmente, esses custos são necessários para prevenir que os resíduos poluam rios, lagos, praias e, por fim, o oceano. A limpeza também é necessária para prevenir danos e prejuízos a atividades econômicas – especialmente o turismo – que são dependentes dos ambientes limpos da Califórnia. Os custos computados no relatório também não incluem as despesas dos condados ou do estado nessas mesmas atividades, nem os custos de gestão e reciclagem de resíduos.

Como parte do lançamento do relatório, nós também criamos um mapa online das cidades que foram pesquisadas, facilitando para os usuários encontrarem informações relevantes sobre sua comunidade. Esse mapa e o relatório estão disponíveis no recém lançado web site StopPlasticPollution.org, que é uma nova plataforma para desenvolver auxílios para soluções que irão ajudar a acabar com a poluição de nossas comunidades por resíduos, antes que eles cheguem às ruas de nossas cidades.

Soluções

De acordo com décadas de pesquisas costeiras, embalagens plásticas baratas e descartáveis constituem a maior e mais perigosa quantidade de lixo encontrada no meio ambiente. Nós descartamos muito mais plástico do que reciclamos ou reutilizamos. Muitos plásticos são jogados na rua ou escapam de lixeiras e chegam aos nossos espaços públicos, rios, lagos, praias e, por fim, ao oceano. Esses resíduos plásticos geram custos aos governos e comerciantes locais, geram perigos à navegação, matam aves, tartarugas, golfinhos e outros animais marinhos, e podem até mesmo ameaçar a saúde humana. A durabilidade, leveza e baixo custo do plástico fazem com que ele seja um material útil para diversas aplicações em longo-prazo. Mas ao se levar em consideração os custos ambientais e econômicos de se utilizar um material altamente resistente para um item descartável de uso único, fica bastante claro que, na maioria dos casos, os custos ultrapassam os benefícios.

A Califórnia precisa de um programa para distribuir corretamente o fardo dessa quantidade sempre crescente de lixo plástico entre governos locais, contribuintes e fabricantes de plásticos. Isso significa parar o problema em sua fonte, através da redução da quantidade de resíduos produzidos, enquanto se expandem programas que estão funcionando, tais como reciclagem e instalação e manutenção de equipamentos de captura em redes de drenagem pluviais.

O NRDC e uma crescente coalizão de grupos de gestão de resíduos, comunidades, ambientalistas e empresários apóiam medidas que iriam tratar dos diversos diferentes tipos de plásticos de uso único de uma vez só, através da criação de incentivos para as indústrias utilizarem menos embalagens de plástico para seus produtos, para torná-las totalmente recicláveis, e assegurar que a reciclagem realmente aconteça. O aumento da reciclagem também tem demonstrado criar empregos. Um estudo mostra que um objetivo nacional para reciclar 75% dos resíduos da nação pode criar 1,1 milhões de empregos até 2030.

Essas soluções também podem auxiliar o trabalho das comunidades da Califórnia para implementar programas de redução de lixo e resíduos, incluindo tanto planos de Cargas Máximas Diárias Totais (Total Maximum Daily Load – TMDL) e requisitos para licenciamento de Sistemas de Águas Pluviais Municipais Separados. As TMDL do condado de Los Angeles, por exemplo, exigem que as cidades do sul da Califórnia que descarregam no rio, reduzam sua contribuição de lixo em 10% por ano, por um período de 10 anos, com um objetivo de lixo zero em 2015.

Acesse www.stopplasticpollution.org para inscrever sua empresa, agência ou organização no seguinte compromisso:

Nós apoiamos os programas da Califórnia para fazer com que os fabricantes de embalagens plásticas de uso único assumam sua porção de responsabilidade pela poluição por plásticos. Nós convocamos os legisladores da Califórnia a criarem um programa de responsabilidade compartilhada, exigindo que esses produtores ajudem a expandir a reciclagem, a instalação e manutenção de equipamentos de redes de captura de águas pluviais, e a limpeza de nossas ruas, parques, praias e outros espaços públicos. Nós convocamos os fabricantes a inovarem e reduzirem embalagens desnecessárias, aumentarem alternativas de reutilização, e assegurarem que seus produtos sejam totalmente recicláveis e realmente reciclados ao final de sua vida útil.

Arte e foto por Kathryn Hannay: Mapa de Lixo da Califórnia

Arte e foto por Kathryn Hannay: Mapa de Lixo da Califórnia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *