Legislativo financia empurrão final para livrar Puget Sound de redes de pesca abandonadas

Greenpeace©/Carè©/Marine Photobank

Greenpeace©/Carè©/Marine Photobank

Washington Department of Fish and Wildlife
Publicado em 1 de agosto de 2013
Traduzido por Mariana Coutinho Hennemann, Global Garbage Brasil

OLYMPIA – O empurrão final em uma década de esforços para limpar Puget Sound de redes de pesca abandonadas em profundidades até 105 pés (32 metros) da superfície acontecerá no final deste ano, com o financiamento aprovado pela Assembleia Legislativa de Washington.

O orçamento estadual adotado no ultimo mês concede 3,5 milhões de dólares para o Departamento de Pesca e Vida Selvagem de Washington (Washington Department of Fish and Wildlife – WDFW) para completar a tarefa em parceria com a Northwest Straits Foundation, a qual tem conduzido os esforços para remoção de redes desde 2002.

Desde então, mergulhadores que trabalham para a organização sem fins lucrativos removeram 4.437 redes perdidas ou abandonadas, 2.765 covos de caranguejos e 42 covos de camarão das águas de Puget Sound. Animais encontrados mortos ou presos nesses petrechos de pesca incluem golfinhos, leões marinhos, aves e espécies importantes de peixes, como canary rockfish (Sebastes pinniger) e chinook salmon (Oncorhynchus tshawytscha), e de caranguejos, como Dungeness crab (Metacarcinus magister).

De acordo com um modelo preditivo de captura, essas redes abandonadas estavam aprisionando 3,2 milhões de animais anualmente, a cada ano que elas permaneceram na água.

Robyn du Pré, diretor executivo da fundação, disse que o novo financiamento irá auxiliar na remoção de aproximadamente 1.000 redes abandonadas em áreas prioritárias de Puget Sound após o vencimento do financiamento atual em dezembro.

“Esse legado de redes têm “pescado” nas águas do Mar de Salish por décadas”, disse du Pré. “Nós estamos empolgados de termos a oportunidade de terminar o trabalho e celebrar uma história verdadeira de sucesso de conservação em 2015.” Du Pré acrescentou que a perda de redes de pesca atual é mínima e que pescadores comerciais são obrigados a reportar quaisquer redes perdidas.

A deputada estadual Norma Smith, de Whidbey Island, liderou os esforços legislativos para financiar a iniciativa de remoção de redes.

“Eu sou profundamente grata aos meus colegas que ajudaram a alcançar o objetivo de uma verba de 3,5 milhões de dólares para a Northwest Straits Foundation para remover as últimas redes abandonadas do legado de Puget Sound”, disse Smith. “Perdidas nas décadas anteriores, elas tiveram um impacto devastador sobre recursos naturais exploráveis e sobre a vida marinha. Uma vez removidas, devido às obrigações de reportar agora em prática, este desafio chega ao fim. Que grande conquista!”

O diretor da WDFW, Phil Anderson, disse que o novo financiamento é especificamente direcionado para auxiliar na remoção de redes de pesca abandonadas em áreas de Puget Sound onde o histórico de pesca coincide com condições de fundo prováveis de prender redes. A fundação localiza essas redes utilizando inspeções com sonares de varredura laterais, e então, despacha embarcações de recuperação com equipes de mergulho para resgatá-las.

Poucos esforços têm sido feitos para remover redes de profundidades maiores do que 105 pés, devido a questões de segurança. Porém, a fundação completou recentemente uma avaliação de estratégias de remoção de redes em águas profundas, que incluem o uso de veículos operados remotamente, garras e mergulhadores de profundidade.

“Trabalhando em conjunto com nossos parceiros da Northwest Straits e da Assembleia Legislativa Estadual, nós fizemos enormes progressos em direção à eliminação dos riscos impostos aos peixes e à vida selvagem por petrechos de pesca abandonados”, disse Anderson. “Este trabalho é difícil, e exige um comprometimento real de todos para ser feito. Nós estamos ansiosos para celebrar o próximo marco em 2015.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *