Praia da Barra da Tijuca sofre com a sujeira deixada por visitantes

Leitor diz que há serviço de limpeza na área, mas banhistas não colaboram e deixam lixo espalhado
Ele diz que falta trabalho de conscientização dos usuários e de fiscalização no local

Lixo deixado na orla da Barra da Tijuca. Foto: Leitor Marinho Santiago / Eu-Repórter

Barra da Tijuca. Foto: Leitor Marinho Santiago / Eu-Repórter

O Globo, com leitor Marinho Santiago
Publicado: 22/11/13 – 17h37

RIO – Alvo frequente de reclamação de moradores, o lixo deixado por banhistas é um problema que se arrasta há décadas nas praias do Rio. Nos últimos dias não foi diferente, principalmente na orla da Zona Oeste. Quem passou pela Praia da Barra no feriado da Consciência Negra, por exemplo, pôde observar a quantidade de detrito deixado na areia e na calçada da orla, como relata o leitor Marinho Santiago, que também é fotógrafo:

— Trabalho há seis anos na praia e nunca vi tanto lixo como nesses últimos feriados que tivemos. Se a quantidade de banhistas dobrou, a de lixo triplicou. Apesar de a Comlurb prestar um árduo e bom serviço na orla, está faltando a conscientização das pessoas e a fiscalização por meio de ações que já deveriam estar sendo implantadas antes da chegada do verão.

O leitor disse que recentemente foram instalados fornecedores de sacolas plásticas na região. No entanto, segundo ele, ainda é pouco.

— Precisamos de uma força-tarefa cuidando de nossas areias, de um plano verão que comece na primavera, se no futuro quisermos continuar desfrutando deste democrático lazer, um dos preferidos dos cariocas — alertou.

De acordo com a Comlurb, a quantidade de detritos deixada nas praias no último feriado foi tanta que a companhia teve que botar 120 funcionários para retirar as cerca de 76 mil toneladas de lixo da orla das zonas Sul e Oeste.

A Comlurb informou que, na quarta-feira, pelo menos 14 pessoas foram flagradas e multadas na Zona Sul ao jogar lixo nas avenidas Atlântica, em Copacabana; Vieira Souto, em Ipanema; e Delfim Moreira, no Leblon.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *