Slum retira lixo e entulho na foz do Riacho Salgadinho

© Secom Maceió

© Secom Maceió

Secom Maceió
29/01/2014 – 12:34

Desde o início da manhã desta quarta-feira (29), mais de 90 agentes de limpeza da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) retiram lixo e entulhos da foz do Riacho do Salgadinho. Equipes iniciaram a remoção do lixo nas proximidades da comunidade de pescadores do Jaraguá e se concentram na foz do riacho. Para facilitar os trabalhos, operadores de caçambas, retroescavadeiras e tratores também estão no local. A ação é realizada durante todo o dia e se estenderá até a orla do Pontal da Barra, próximo ao Detran.

“Foram retiradas, somente na manhã de ontem, 150 toneladas de lixo. Intensificamos os serviços devido às ultimas chuvas. Os resíduos são os mais variados e têm origem no descarte irregular do lixo que com as forças das águas pluviais ficam concentrados aqui na foz”, disse Pablo Ângelo, diretor de operações da Slum. Ainda segundo declarou, já foram recolhidos restos de mobília, capacetes, pneus, frascos de vidros, embalagens plásticas, além de um colchão. “Para hoje, está prevista a remoção de mais 250 toneladas”, completou.

Na praia, a máquina Beach Teach 2000, capaz de recolher lixo até 30 centímetros de profundidade, também reforça as ações de limpeza. A limpadora possui capacidade de armazenar os resíduos sólidos e conta com recurso de higienizar a areia da praia por completo após três meses de utilização.

“A contribuição dos maceioenses na conservação da cidade é de grande importância para que, em épocas chuvosas, a população não sofra com pontos de alagamentos espalhados pela cidade”, explicou Pablo Ângelo. Ainda de acordo com o diretor, a Prefeitura tem trabalhado a conscientização ambiental, a exemplo do projeto Varre Grota.

“O projeto tem o objetivo de garantir uma faxina geral dentro das comunidades. É mais uma atividade que aproxima o cidadão da conservação da cidade. Já foram instaladas mais de 100 novas lixeiras nas comunidades São Rafael, Santo Onofre e Loteamento Ipanema, situadas no bairro do Jacintinho. A Slum já estuda ampliar esse projeto para demais regiões de Maceió”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *