Barra da Tijuca ganha mais uma edição “Praia Feliz é Praia Limpa”

Ação contará com 200 colaboradores do GPA Clube que vão conscientizar banhistas e turistas sobre pequenos resíduos na Barra da Tijuca

“Praia Feliz é Praia Limpa”. Foto: Murillo Tinoco

“Praia Feliz é Praia Limpa”. Foto: Murillo Tinoco

por Imprensa GPA
19 de novembro de 2014

No dia 23 de novembro, próximo domingo, das 7h30 às 11h, o Pão de Açúcar promoverá na Barra da Tijuca, altura do posto 4, atividades voltadas para os temas saudabilidade e sustentabilidade. Cerca de 200 colaboradores que participam do programa de esporte do GPA, o GPA Clube, percorrerão 500 metros de areia com o objetivo de limpar a praia. Eles convidarão o público a fazer esta limpeza e também a participar de um grande treino de corrida e caminhada na ciclovia, além de vários exercícios na areia e aula de frescobol.

Com esta ação, o Pão de Açúcar busca conscientizar os cariocas e turistas sobre a necessidade de destinar corretamente pequenos resíduos antes de descartá-los na natureza. O projeto “Praia Feliz é Praia Limpa” recebe ainda o apoio e o patrocínio de Taeq, marca própria do GPA voltada a quem busca se alimentar bem a qualquer momento do dia. Durante o evento, será promovida degustação de alguns produtos da marca.

Ainda no domingo, as promotoras do Pão de Açúcar distribuirão sacolinhas sustentáveis (feitas à base de cana de açúcar) para que os banhistas possam participar, não deixando detritos na areia.

Serviço:
Evento: Projeto “Praia Feliz é Praia Limpa”
Local: Praia da Barra da Tijuca – altura do Posto 4-RJ
Data: dia 23 de novembro
Horário: 7h30 às 11h

Tweet do dia – Phil Rajzman

© Phil Rajzman

© Phil Rajzman

Ontem quase me machuquei surfando na Barra da Tijuca, mas precisamente no Postinho (em frente ao K08 Club – local das ultimas etapas do Campeonato Mundial). Avistei um pedaço enorme de fibra embaixo da água enquanto fazia uma manobra. Por sorte consegui pular a tempo e desviar. Galera, vamos prestar muita atenção no surf essa semana. O que tudo indica é que esses pedaços, que são da mesma cor da areia, estão vindo do iate que estava encalhado na Praia da Reserva (9,5 km de distância). Vamos fazer nossa parte em tirar tudo que encontramos na água para evitar que esse lixo se espalhe pela nossa costa, pondo em risco a vida marinha e a nós mesmos! #omaréminhacasa #animaiscomemplástico

Earlier today I almost hurt myself surfing in the beach of Barra da Tijuca (At Postinho, in front of K08 – Where the last rounds of the World Championship took place). I saw a huge piece of fiber underwater while doing a maneuver and luckily I managed to skip in time. Guys, let’s pay attention in the surfing this week. What it indicates is that these pieces, which are the same color as the sand, are coming from the yacht that was stranded on the Reserve beach (9.5 km away). Let’s do our part and take every piece of this garbage that we’ll probably find in the water to prevent the spreading of it by our shores, putting the marine life and ourselves in risk! #theseaismyhome #animalseatsplastic

Praia da Barra da Tijuca sofre com a sujeira deixada por visitantes

Leitor diz que há serviço de limpeza na área, mas banhistas não colaboram e deixam lixo espalhado
Ele diz que falta trabalho de conscientização dos usuários e de fiscalização no local

Lixo deixado na orla da Barra da Tijuca. Foto: Leitor Marinho Santiago / Eu-Repórter

Barra da Tijuca. Foto: Leitor Marinho Santiago / Eu-Repórter

O Globo, com leitor Marinho Santiago
Publicado: 22/11/13 – 17h37

RIO – Alvo frequente de reclamação de moradores, o lixo deixado por banhistas é um problema que se arrasta há décadas nas praias do Rio. Nos últimos dias não foi diferente, principalmente na orla da Zona Oeste. Quem passou pela Praia da Barra no feriado da Consciência Negra, por exemplo, pôde observar a quantidade de detrito deixado na areia e na calçada da orla, como relata o leitor Marinho Santiago, que também é fotógrafo:

— Trabalho há seis anos na praia e nunca vi tanto lixo como nesses últimos feriados que tivemos. Se a quantidade de banhistas dobrou, a de lixo triplicou. Apesar de a Comlurb prestar um árduo e bom serviço na orla, está faltando a conscientização das pessoas e a fiscalização por meio de ações que já deveriam estar sendo implantadas antes da chegada do verão.

O leitor disse que recentemente foram instalados fornecedores de sacolas plásticas na região. No entanto, segundo ele, ainda é pouco.

— Precisamos de uma força-tarefa cuidando de nossas areias, de um plano verão que comece na primavera, se no futuro quisermos continuar desfrutando deste democrático lazer, um dos preferidos dos cariocas — alertou.

De acordo com a Comlurb, a quantidade de detritos deixada nas praias no último feriado foi tanta que a companhia teve que botar 120 funcionários para retirar as cerca de 76 mil toneladas de lixo da orla das zonas Sul e Oeste.

A Comlurb informou que, na quarta-feira, pelo menos 14 pessoas foram flagradas e multadas na Zona Sul ao jogar lixo nas avenidas Atlântica, em Copacabana; Vieira Souto, em Ipanema; e Delfim Moreira, no Leblon.

Tweet do dia – Christine Fernandes

Tweet do dia – Polliana Aleixo