Associação Brasileira do Lixo Marinho realiza conferência livre

© Global Garbage Brasil

© Global Garbage Brasil

A ABLM – Associação Brasileira do Lixo Marinho (Global Garbage Brasil) realizará a Conferência Livre do Lixo Marinho no âmbito da 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente (4ª CNMA), com objetivo de definir ações prioritárias para o combate e redução do lixo marinho, relacionando-se à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), tema central da 4ª CNMA.

A Associação Brasileira do Lixo Marinho receberá por formulário online ou e-mail (por gentileza preencher o campo “Assunto” com a palavra “Ações”), até o dia 21 de julho de 2013, sugestões de ações prioritárias relacionadas ao combate e redução do lixo marinho no Brasil. É importante lembrar que as ações sugeridas deverão estar explicitamente relacionadas ao lixo marinho e contextualizadas frente à Política Nacional de Resíduos Sólidos. O documento gerado pela conferência terá até 05 (cinco) ações prioritárias para cada um dos eixos temáticos da conferência, a seguir relacionados:

  • Produção e Consumo Sustentáveis
  • Redução dos Impactos Ambientais
  • Geração de Emprego e Renda
  • Educação Ambiental

Após o recebimento das sugestões (formulário online e e-mail), a comissão organizadora do evento preparará, de forma sistemática, as ações para discussão presencial na conferência livre e consequente atribuição de prioridades. A conferência deverá selecionar, no máximo, 20 (vinte) ações prioritárias distribuídas nos eixos já apresentados. Após o envio do documento à 4ª CNMA, será formulada a Carta do Lixo Marinho, que reunirá todas as ações discutidas na conferência e posicionará a Associação Brasileira do Lixo Marinho frente ao problema no Brasil.

A Conferência Livre do Lixo Marinho acontecerá dia 30 de julho (terça-feira) de 2013, das 10 as 14 horas, no Instituto Rumo Náutico/Projeto Grael, localizado na Av. Carlos Ermelindo Marins, 494 – Jurujuba, Niterói/RJ. Interessados em participar presencialmente da conferência livre, por favor, preencham o cadastro de participação (vagas limitadas). A comissão organizadora entrará em contato confirmando a vaga no evento.

A Conferência Livre do Lixo Marinho conta com o apoio do Instituto Rumo Náutico/Projeto Grael.

E-mail para contato: conferencialivre@globalgarbage.org.br

Programação da Conferência Livre do Lixo Marinho
09:30 as 10:00 – Recepção e cadastro dos participantes
10:00 as 10:15 – Apresentação da Associação Brasileira do Lixo Marinho
10:15 as 10:30 – Apresentação dos objetivos e estrutura da Conferência Livre
10:30 as 11:00 – Lixo marinho e políticas públicas no Brasil
11:00 as 11:30 – Formação dos quatro grupos de trabalho e início das discussões
11:30 as 11:50 – Intervalo
11:50 as 13:00 – Discussão e atribuição de prioridades as ações sugeridas
13:00 as 13:30 – Elaboração do documento final com as vinte ações prioritárias
13:30 as 14:00 – Fechamento do evento e reflexões pertinentes

Links
4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente
Texto orientador da 4ª CNMA
Manual Metodológico das Conferências Livres 4ª CNMA
Política Nacional de Resíduos Sólidos
Plano Nacional de Resíduos Sólidos
Ações do MMA e do Governo Federal relativos à PNRS
Lixo Marinho e a 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente
Lixo Marinho — Ministério do Meio Ambiente
Memória Reunião de Trabalho Lixo Marinho

TV Lixo Marinho

Lixo marinho e políticas públicas – Ministério do Meio Ambiente


4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente e o lixo marinho


Política Nacional de Resíduos Sólidos e o lixo marinho


Sacolas plásticas e políticas públicas – Ministério do Meio Ambiente

Liberdade para opinar

Conferência Nacional do Meio Ambiente inova para permitir maior participação da sociedade

© Global Garbage Brasil

© Global Garbage Brasil

DA REDAÇÃO

Qualquer pessoa interessada na temática do meio ambiente pode participar da 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente (CNMA), que tem como tema principal a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Basta reunir-se com um grupo, discutir os assuntos que envolvem a questão do lixo e encaminhar as propostas de ações para a etapa nacional, que acontece em outubro, em Brasília. Esses espaços são denominados conferências livres, uma nova modalidade de participação popular.

Para auxiliar neste processo, a Coordenação Executiva Nacional da 4ª CNMA elaborou um manual de conferências livres, com o passo a passo para organizar um evento como esse (confira o manual completo). “É mais uma possibilidade de diálogo aberto entre grupos, entidades e pessoas; é mais um espaço para dar voz à diversidade”, afirma o coordenador geral da 4ª CNMA e diretor do Departamento de Cidadania e Responsabilidade Socioambiental do Ministério do Meio Ambiente, Geraldo Vitor de Abreu.

Ele reforça, ainda, o desejo de que essas conferências aconteçam em todo país, pois são espaços que representam um grande exercício de cidadania e democracia, possibilitando a participação de diferentes atores em busca de um objetivo comum.

CIDADANIA E DEMOCRACIA

O prazo para realização das conferências livres, que começou em 1º de abril, segue até 10 de setembro. As primeiras reuniões já começaram. Qualquer cidadão ou segmento social que queira participar da 4ª CNMA pode organizar uma conferência livre, pois não é necessária convocação formal. Elas podem acontecer em escolas, salas de aula, casas de detenção, casas de amigos, repartições públicas, aldeias indígenas, comunidades quilombolas, universidades, associações de bairro e tantos outros espaços.

A quarta edição da conferência vai debater a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, com foco nos eixos de produção e consumo sustentáveis, redução dos impactos ambientais, geração de emprego e renda e educação ambiental. Quem participar das conferências livres, terá a chance de sugerir ações para a implementação da política, representando uma oportunidade do governo federal acolher ideias vindas de todo o país.

Em uma conferência livre não é necessário debater os quatro eixos temáticos, diferentemente das conferências municipais, regionais, estaduais ou distrital. As regras para realizar a modalidade livre incluem a leitura do eixo ou eixos temáticos escolhidos antes de iniciar o diálogo nos grupos de trabalho, depois elencar, ao final, até 20 ações prioritárias e enviá-las ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), por meio do preenchimento de um formulário.

Quarta, 15 Maio 2013 14:42
Última modificação em Sexta, 17 Maio 2013 18:02
Ministério do Meio Ambiente

Faça uma conferência livre e participe da 4ª CNMA

© Global Garbage Brasil

© Global Garbage Brasil

Dentro de um ônibus, numa escola, numa sala de aula, em uma casa de detenção, na casa de um amigo, na repartição pública, na beira do rio, em uma aldeia indígena, comunidade quilombola, universidade, associações de bairro e tantos outros são espaços propostos pela 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente para a organização de conferências livres. “É mais uma possibilidade de diálogo aberto entre grupos, entidades e pessoas; é mais um espaço para dar voz à diversidade”, afirma o coordenador geral da 4ª CNMA e diretor do Departamento de Cidadania e Responsabilidade Socioambiental do Ministério do Meio Ambiente, Geraldo Vitor de Abreu.

O prazo para acontecerem as conferências livres começou em 1º de abril e vai até 10 de setembro, sendo que duas conferências livres já aconteceram em Brasília, a primeira durante o Curso de Formação das Comissões Organizadoras Estaduais, e a segunda no Instituto Federal de Brasília, ambas no final de abril.

Qualquer cidadão ou segmento social que queira participar da 4ª CNMA pode organizar uma conferência livre, pois não é necessário convocação formal. A Coordenação Executiva Nacional ressalta a importância das Conferências Livres e o desejo de que aconteçam em todo país, pois são um grande exercício de cidadania e democracia, que possibilitam a participação de diferentes atores em busca de um objetivo comum. Para tanto, foi elaborado um Manual das Conferências Livres, com o passo a passo para organizar um evento como esse.

A possibilidade de apresentar ações para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos em qualquer lugar e enviá-las diretamente à Coordenação Executiva Nacional garante e amplia a participação de grupos até então distantes dos processos de Conferências e permite o acolhimento de ideias vindas de todo o país.

Os pontos iniciais de provocação para o diálogo estão tratados no Texto Orientador, em cada um dos quatro eixos temáticos: Produção e Consumo Sustentáveis; Redução dos Impactos Ambientais; Geração de Trabalho, Emprego e Renda; e Educação Ambiental. Contudo, em uma Conferência Livre não é necessário o debate dos 4 eixos temáticos, diferentemente das Conferências Municipais/ Regionais, Estaduais ou Distrital. Caso deseje, o debate pode ser realizado sobre um ou mais eixos temáticos. As únicas regras são:

1. Realizar a leitura do eixo temático escolhido (Texto Orientador) antes de iniciar o diálogo no(s) grupo(s) de trabalho;
2. Elencar, ao final, até 20 Ações priorizadas;
3. Enviar o relatório para o MMA.

Ascom MMA