Em Movimento vai acompanhar um dia de limpeza com stand up paddle

Você é o nosso convidado para ajudar a deixar a Curva da Jurema limpinha

Prancha de stand up paddle adaptada para recolher lixo no mar (Foto: Rafael Braga)

Prancha de stand up paddle adaptada para recolher lixo no mar (Foto: Rafael Braga)

por TV Gazeta/ES
19/12/2014 18h23

Sábado (20) é dia de cair na água para cuidar do meio ambiente. O Em Movimento vai acomapnhar uma ação de limpeza das praias da Curva da Jurema, Ilha do Boi e Ilha do Frade com a galera do stand up paddle.

Para participar, é só chegar na praia da Curva da Jurema, perto do Iate Clube, às 8 horas da manhã, e encontrar a nossa galera.

Se não tiver prancha, você pode alugar nas escolinhas de stand up da praia. Você aproveita o dia de sol, dá uma remada e ainda ajuda o meio ambiente.

O resultado dessa ação você confere no próximo sábado (27), às 9 horas da manhã, no Em Movimento. Contamos com a sua presença!

Mais uma etapa para a limpeza total da areia da praia de Camburi é realizada

© Anselmo Chagas / Global Garbage Brasil

© Anselmo Chagas / Global Garbage Brasil

Por Nelly Blanco

Correção nos campos de futebol e futevôlei e retirada de pedrinhas, cacos de vidro, espetos, tampinhas e todo material que possa machucar o pé dos banhistas e esportistas na praia de Camburi. Tudo isso aconteceu nesta quarta-feira (6), em uma ação de limpeza que durou o dia todo e contou com uma máquina retroescavadeira e outra com rastelo gigante.

O objetivo é deixar a praia ainda mais limpa para a chegada do verão. “Essa foi uma demanda do pessoal do esporte. E hoje (6) foi apenas a retomada da limpeza total da orla. O final da praia de Camburi foi um projeto piloto com o rastelo gigante. Fizemos o nivelamento e a limpeza dos campos. O maquinário usado foi um rastelo gigante produzido pela Secretaria Municipal de Serviços (Semse) com sucata. É um equipamento reciclado”, contou o subsecretário de Serviços, Sandro de Oliveira.

“O trabalho foi realizado para que quem corre na praia ou usa os campinhos não tenha mais problema com resíduos que possam machucar o pé. Além disso, a ação se mostrou muito eficiente com o rastelo gigante”, comentou o subsecretário de Limpeza Urbana, Cleiton Ferreira Monteiro.

A ação de limpeza da praia de Camburi teve início em agosto, nas proximidades do Clube dos Oficiais. No dia 23 de agosto, uma ação da Semse retirou 38 m³ de solo brita da areia da praia. O material foi retirado de uma faixa de 32 metros de comprimento por três metros de largura. A profundidade atingida foi de cerca de 50 centímetros.

Com edição de Matheus Thebaldi

Publicada em 06/11/2013, às 17h34
Prefeitura de Vitória

Após comerem plástico, tartarugas fazem tratamento e são soltas no ES

Tartarugas verdes vão até a baía de Vitória para se alimentarem.
Neste domingo (3) também é dia de soltura, no Tamar, na Enseada do Suá.

Plastic bags, like these floating near the Philippines, look like jellyfish. These pieces of ocean debris float on ocean currents and accumulate in collections called "garbage patches."

Photograph by Norbert Wu/Minden Pictures
http://education.nationalgeographic.com/education/encyclopedia/great-pacific-garbage-patch/?ar_a=1

Gabriela Ribeti
Do G1 ES, com informações da TV Gazeta

Duas tartarugas verdes, que haviam chegado doentes à costa de Vitória, foram soltas em uma praia na Enseada do Sua, na manhã deste sábado (2). Os responsáveis pelos cuidados com os animais e a soltura são funcionários do projeto Tamar, que explicaram que as tartarugas haviam comido plástico e por isso passaram mal. Elas ficaram em tratamento durante 15 dias. No momento da soltura, várias crianças acompanharam encantadas o retorno dos bichos para o mar.

As duas tartarugas foram encontradas boiando em praias da capital e foram resgatadas. Elas estavam com marcas de rede pesca e muito magras, doentes. O gestor do Centro de Visitantes do Projeto Tamar, Paulo Rodrigues, explicou que esses animais chegam à costa do Espírito Santo, especificamente na capital, pois encontram os melhores lugares para se alimentar. Mas muitas vezes acabam confundindo lixo com comida.

“Uma das tartarugas chegou muito magra até a Praia de Camburi. Vimos que ela tinha engolido muito plástico. Com o tempo de tratamento, ela conseguiu eliminar esse plástico e voltar à forma física antiga, ficou mais gordinha”, contou o gestor.

Muitos pais levaram os filhos até a praia na Enseada do Suá para acompanharem a soltura. “Gostei mais do casco da tartaruga, é duro. Nunca tinha visto”, falou o menino Maurício Oliveira, de cinco anos.

A jornalista Flávia Tygel levou a filha Anita, de seis anos. “Tive uma oportunidade de ver tartarugas sendo soltas quando eu era adolescente. Agora pude trazer minha filha”, disse.

Ao serem colocadas na areia da praia, as tartarugas mostraram que já sabiam o caminho para o mar, mas até conseguirem chegar em áreas mais profundas, tiveram que passar por uma barreira nada agradável.

“No momento que as tartarugas estavam voltando para o mar, ainda tiveram que romper uma primeira barreira de plástico de lixo. Temos que nos conscientizar e também aos outros para que isso não continue acontecendo”, falou o presidente do Instituto Chico Mendes, Roberto Vizentin.

Neste domingo (3) também é dia de soltura. As famílias que quiserem, podem acompanhar de perto o procedimento, a partir das 15h. Será no Centro de Visitantes do Projeto Tamar, que fica na Praça do Papa, na Enseada do Suá. O local funciona de terça-feira a domingo, das 8h30 às 19h.

Números
Apenas em 2013, 200 tartarugas foram resgatadas com ferimentos ou com a barriga cheia de lixo na baía de Vitória. De acordo com os dados levantados pelo Tamar, de cada 10 apenas uma sobrevive.

02/11/2013 17h30 – Atualizado em 02/11/2013 17h30
G1 ES

Com sacolas amarradas aos pés, ‘nadador’ recolhe lixo em ilha do ES

‘Motivação é deixar o lugar que a gente usa mais limpo’, diz o jovem.
Material é fatal para animais marinhos, como peixes e tartarugas.

Sujeira é econtrada nas praias da Grande Vitória. (Foto: Reprodução / TV Gazeta)

Sujeira é econtrada nas praias da Grande Vitória. (Foto: Reprodução / TV Gazeta)

Leandro Tedesco
Do G1 ES

Pedaços de pano, restos de sapato, sacolas, copos, garrafas e embalagens de plástico ilustram a sujeira deixadas em praias e ilhas da Grande Vitória, no Espírito Santo, por quem frequenta o local. O lixo pode ser fatal para animais marinhos, como peixes e tartarugas. Mesmo na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, ainda é possível encontrar esse tipo de cenário. Mas ainda há exemplos de capixabas que se preocupam com a preservação ambiental.

O universitário Davi Nogueira é um deles. Ele nada até a ilha Pituã, em Itapuã, na cidade de Vila Velha, e, com várias sacolas, recolhe o lixo deixado na ilha e os leva até um local apropriado. Davi contou que prende as sacolas cheias com um barbante e as amarra nos dedos para poder voltar nadando. “A motivação principal é deixar o lugar que a gente usa e está sempre visitando com uma cara mais limpa, mais agradável”, disse.

Praias sujas
O funcionário público Maurício Bourguinon também contou que não gosta de deixar o lixo para trás. “Praia suja mostra que é um povo que não tem educação, então é importante que todos tenham essa consciência de manter a praia limpa. É simples é fácil, saiu de casa já trás a sacolinha”, afirmou.

Para o analista de sistema, José Roberto, as lixeiras presentes nas orlas das praias não são suficientes, às vezes elas estão destruídas ou cheias de mais. “Isso é horrível porque tem muitas crianças por aqui e faltam lixeiras. Têm poucas aqui”, contou.

O lixo encontrado na praia também pode ser visto nas ilhas que fazem parte do litoral capixaba. A chuva, o vento e as próprias pessoas que visitam o local acabam levando o lixo debaixo d’água. De acordo com o oceanógrafo Paulo Rodrigues, as sacolas são fatais para as tartarugas. “Geralmente a tartaruga tenta se alimentar de algas e confunde o lixo com a alga. A tartaruga verde é a mais afetada. De 500 tartarugas que a gente fez a necropsia no ano de 2012, 165 tiveram lixo dentro delas”, apontou.

Clique aqui para assistir ao vídeo

06/06/2013
G1 ES