Oficina de reciclagem recolhe lixo da Praia da Pipa, RN, durante festival

Material jogado na rua é utilizado para a construção de painéis.
Festival acontece entre quinta (22) e domingo (25) na praia da Pipa.

Projeto foi organizado por ambientalistas durante a edição 2013 do festival (Foto: Jocaff Souza/G1)

Projeto foi organizado por ambientalistas durante a edição 2013 do festival (Foto: Jocaff Souza/G1)

Jocaff Souza
Do G1 RN
23/08/2013 19h53

O Fest Bossa & Jazz, que acontece até domingo (25) na Praia da Pipa, no município de Tibau do Sul, litoral Sul potiguar, traz além dos encantos naturais da região e das atrações musicais, uma preocupação socioambiental por conta da poluição das áreas de Mata Atlântica que ainda restam no estado.

O fato de que grande parte do lixo deixado pelos turistas acaba sendo levado pela maré ou jogado na areia da praia. Pensando nisso, o ambientalista e artistas plástico Rafael Nascimento dos Santos montou uma oficina de reciclagem dentro do festival.

Para o ambientalista, é preciso que a população tenha ciência de que é necessário preservar o meio ambiente e torná-lo um paraíso.

“São pequenos gestos que fazem a diferença. Cuidar do meio ambiente é cuidar da sua casa, da sua família e do mundo em que vivemos. Aqui em Pipa, é um lugar que precisa de todo o cuidado para que esse paraíso não se acabe. Esse trabalho que fazemos com a reciclagem é para mostrar a população que cada pessoa pode fazer a sua parte”, conta Rafael.

Crianças separam lixo recolhido nas praias durante o Fest Bossa & Jazz (Foto: Jocaff Souza/G1)

Crianças separam lixo recolhido nas praias durante o Fest Bossa & Jazz (Foto: Jocaff Souza/G1)

Mas o ambientalista não está sozinho nesta missão. Um grupo de alunos do 4º ano da escola municipal Domitila Castelo da Silva, da Pipa, também ajuda no trabalho. A equipe percorre a praia de São Sebastião, principal praia da Pipa, atrás do lixo, que para eles, serve como inspiração para a produção de objetos de decoração.

Segundo a professora Ruse Borges, essa conscientização ambiental entre as crianças e os adolescentes é importante para que elas possam crescer com a responsabilidade de preservar o local onde vivem.

“Mostramos na escola o conteúdo teórico sobre o meio ambiente e depois aplicamos na prática, na coleta dos materiais recicláveis, como preservar o meio em que vivemos. As crianças de agora já entendem esse processo e o conteúdo acaba transmitido para a família e os amigos. Essa conscientização ambiental precisa ser trabalhada todos os dias”, explicou a professora.

Ao final do oficina, os alunos separaram o lixo recolhido na praia e montaram alguns telas com o material selecionado. Dentre as peças estão alguns painéis com cigarros, garrafas pet, plástico, sandálias de borracha, pneus e até uma placa de carro.

Tweet do dia – Gonzaga Costa